terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Você tem...


E a doçura que me açucarou os sonhos.

Minha cabeça tava desarrumada, com malas para desfazer e esperanças para restaurar. Não sei muito bem quando que ele começou fazer a diferença, mas não vivo mais sem.

Há dias que eu consigo me lembrar de como as coisas eram antes, antes dele existir aqui dentro. Dias de vazio interno, coisa sem fim.

E a doçura que me açucarou os sonhos.

Arrumou minhas badernas e me fez andar na linha (e que medo que eu tinha do trem me atropelar), perdi a marra toda que sempre possui e sonhei todos os dias no meu anti-social preferido.

Cansei de furar meus amigos com canetas, para ver se neles germinava um pouco de cultura. Mas... nele me perdi em toda a sua literatura de Tom Sawyer e Huck Finn.

E a doçura que me açucarou os sonhos.

E me fez ser uma pessoa melhor, pessoa de bons princípios e boas palavras. Mas que aceita ele do jeitinho que ele é com todas as suas qualidades e defeitos... tudo o que faz a nossa brincadeira mais gostosa.

... E o meu amor o mais bonito.

Com toda a sua doçura que me açucarou os sonhos.

7 comentários:

duarte disse...

Sonhos açucarados, sempre é bom ter um sonho docinho que nos transforma em incorrigíveis otimistas!!!

forever disse...

e me açucarou o dia teu texto....
muito bom, valeu!
beijos

thais disse...

definitivamente mata a pau com seus textos :)

Salve Jorge disse...

Açúcar estraga os dentes
Mas nos sonhos
Atiça as mentes
Acaba os dias enfadonhos
Deixa nos sujeitos
Um jeito risonho
À simpatia ficam afeitos
Alegria que não tem jeito
Um arfar constante no peito
Quando o amor é o mais bonito...

Sorbato disse...

Fico feliz por você , de coração...
Busca tua felicidade... sempre estarei querendo ver teu sorriso, e pensando em ti...

duarte disse...

Os filosofos são uma minoria, mas nem por isso menos qualificada. Muitas vezes até mais rsrsrr.

ContorNUS disse...

Gostei do que aqui li

voltarei!