quinta-feira, 20 de março de 2008

Virgula.


Após duas semanas de aula de Redação e Expressão, virei a menina dos olhos da minha professora. Ela me mima, alisa meu cabelo, me chama de “Toop” toda melosa e gentil, diz que o resto da turma tem que seguir o meu exemplo enfim... Não larga do meu pé a mulher!

Semana passada, ela começou o semestre metendo tarefa para todos: escrever dez frases com as palavras escritas no quadro. Todos odiaram, acharam bobeira e uma perda de tempo gigantesca. Mas como eu sou do contra, fui toda empolgada escrever... no final ocupei duas paginas com apenas dez frases soltas, dez idéias desconexas em duas folhas.

Entre as frases:
Embora fosse difícil manter as coisas como eram e o meu tempo fosse escasso para poder lhe ver sempre que meu coração tivesse vontade, eu lhe amei.”
“-Se você quiser, eu mudo para te fazer feliz. Deixo de ser tão complicada e confusa, deixando você mais alegre e contente”

Meus colegas escreveram coisas do tipo:
-Seu tempo é escasso porque você trabalha muito. (eles trabalham tanto que não tem nem tempo de pensar).
-Ele foi dizer ao chefe. (que por algum motivo, pararam de pensar há alguns anos).
...
Então, na aula de hoje. Eu estava toda feliz e serelepe no fundão, conversando com uma colega enquanto a professora entregava as frases aos alunos. Do nada, ela para e olha para uma folha, segue para frente do quatro e fala para que todos ouçam:

-Pessoal! Temos uma moça aqui nesta sala com uma forte veia poética! Usa muito bem a língua portuguesa para expressar os seus sentimentos. O seu estilo de escrita é encantador e me impressionei muito quando li suas palavras... blá blá...
Eu só pensei:
-Só pode ser aquela nerd do capeta lá da frente! Ela ta sempre se gabando que é melhor que todos. Só pode! Vai queimar no mármore do inferno este gnominho de satã!

Quando termino de massacrar mentalmente minha colega, todos estão olhando para mim. Minha professora vem em câmera lenta para minha direção, eu olho para mão dela e vejo a minha letrinha lá naquele pedacinho de eucalipto desmatado, vejo um sorriso enorme na face da minha profi... e nos últimos milésimos de segundos antes da entrega do Oscar dou uma olhada para a minha colega nerd, que a esta altura queimava de raiva.
Minha professora:

-Querida Toop, você tem uma veia poética muito forte. Vamos trabalhar melhor a pontuação com você, já que és um caso em particular na turma.

Tchurminha... O cérebro da minha colega hiper-ventilou, deu um 360 lá dentro e pediu pra sair!
...
Agora deixem-me ir, preciso tomar um banho de sal grosso para tirar o olho da nerd... pois vejam só, se eu que sou o tesourinho já penso barbaridades do gnominho de satã. Imaginem o que aquele despacho de macumba fica pensando de mim? No mínimo deseja que eu me espatife nas escadarias, morra solteirona ou pior ainda!!!!! Ela vai colocar o meu nome na boca do sapo cururu da língua roxa! Tudo porque sou o tesourinho da profi.


Pegue chá para dois
Uma tarde
Pelo mar
Lembra-se de como costumava ser
Quando eramos jovens e não ligavamos
E as pessoas costumavam sorrir
Nós seguravamos as mãos no parque
As coisas simples que homem e mulher dividem,
Elas te fazem sorrir.
Pequena garota não seja sozinha,
Nunca vai estar sozinha

James Blunt.


13 comentários:

pimentinhabm disse...

axo q sua vida daria um belo livro
kkkk
=*

Dani Abadie disse...

Pois eu tbm não sei o que faz as pessoas mudarem tanto.. UHmm, compartilho do comentário acima.. Seria um belissimo livro.. ;)
Ótima semana pra ti moçinha..



:-**

Cris disse...

ooo vidinha agitaada menina !
concord com o comentario acima, daria um ótimo livro !

ah estou te add nos favoritos.
beiijo e obrigada pelo comentário =)

Lexotan disse...

que bonito esta o blog
=)
ausdhuisahduihasd
alias eu odeio quando esse tipo de coisa acontece comigo, nunca sei como agir. E pra falar a verdade quando li as frases que os colegas escreveram... eu lembrei que sempre faço este tipo de coisa propositalmente, exatamente para não ter que aguentar as pagações de pau
=D

Sorbato disse...

não irás morrer solteirona... hehehe

Í.ta** disse...

é, daria um livro muito hilário mesmo!
são histórias boas de se ler as que você conta ^^
Transforme-as em contos.

abraços,
Í.ta**

Carol disse...

hauiehoiuaehiauheuiaeae; eu sempre dou risadas com seus posts. :)
Tadinha da nerd, é ruim perder o 'trono'.
Concordo com a ídeia do livro! rsrs

Feliz páscoa! Beijos :*

duarte disse...

Vc é um tesorinho de poetisa...

Deus queira (e olha que sou ateu) que você nunca trabalhe no Banco Nacional de Crédito Agrícola ou no Departamento de Estrada de Rodagens do Estado de Goiás, porque esta veia escorreria tristemente...

Espero que um dia você ilustre livros infantis...

Krika disse...

Amooo português e todos os seus 'predicados', rs. Na sala quando a professora pergunta: "alguém gostaria de apresentar algo aqui na frente?", já dou um pulo e em 2 segundos lá estou. Continue assim e ignore os que não tem a mesma sorte que você!

Super beijo!*

O Profeta disse...

Mulher da ilha é solidão
É espera do vapor da madrugada
É aroma de milho em mesa de pão
É pio de milhafre, alma assombrada

Mãe em ninho feito de frias pedras
Por duras mãos cheias de jeito
Não sei se de ti brota um morno leite
Ou escorre rubra lava do teu peito


Uma Santa Páscoa


Terno beijo

Karina disse...

A inveja é uma merda mesmo!
Ainda acho que ela é fruto da incapacidade, né não?
Bjos

Oliver Pickwick disse...

Não esquenta, é a ação da fogueira das vaidades. Existe em qualquer lugar.
Gostei da poesia, minimalista e bonita.
Beijos!

P.S.: "...colocar o nome na boca do sapo cururu da língua roxa"
Andou fazendo algum curso de Voodoo?

Salve Jorge disse...

Se tens de trabalhar a pontuação
Creio mais
Que tem a pontuação
De se adequar aos seus desígnios
Afinal mais que queridinha da profi
És hábil com os signos
Fazendo da prosa armadilha de olhares
E da ironia singela
Narrativas singulares...