segunda-feira, 28 de abril de 2008

Mimo da vida.


O amor é a coisa mais rara do mundo, é o que tem de mais improvável para acontecer com duas pessoas, e quando acontece... aproveite, pois a sorte lhe presenteou. Agarre seu presente com as duas mãos, saia correndo igual a um jogador de futebol-americano e vá ser feliz!
Mas muitas vezes nos deixamos levar por paixões, amores que foram feitos para não darem em nada! Amores que nasceram com um único intuito: Sexo! E mesmo sendo bom, ótimo e todos os predicados existentes... sexo acaba pessoal! E relacionamentos baseados apenas nisso acabam tão rápidos quanto fogos de artifício!
Tenho andado muito por aí, andado muito só, apenas observando as coisas e as pessoas. Tenho visto tanta coisa estranha, tanto casal triste (e junto), tanta gente que não ama mais e que mesmo assim fica junto por pura carência, comodidade, casualidade ou a simples e cruel falta de oportunidades de conhecer outras pessoas.
A falta de oportunidade de viver outro amor.
Mas em algum momento da sua vida, em um momento impar da sua existência você encontrará alguém que lhe encante mais que qualquer outra pessoa no mundo. Só espero que todos possam identificar este momento. O momento. Em que alguém se dispõe a aceitar todos os seus defeitos (e ajuda você á superá-los) e enxerga todas as suas qualidades, como sendo as únicas necessárias para a felicidade plena.
Agora me pergunto:
-Isso é justo?

Não. É uma tremenda injustiça termos um amor pra vida toda, um amor verdadeiro e que valha todos os riscos, um querer tão profundo que afoga as razões, um só por toda uma vida. Uma injustiça inominável para mim! Muitas vezes você demora a identificar este amor, esfrega paixões nos olhinhos do seu par perfeito, magoa-o por dezenas de razões burras ou simplesmente o deixa escapar de suas mãos. E agora, fazer o que? O amor é só um, as chances já se foram para todo o sempre e você está aí, com uma vida toda pela frente... mas sem o seu par. Tremenda injustiça.
E só Deus (ou você mesmo) sabe como o amor é frágil. O amor se vai com palavras, se vai com ações e talvez se vá com o vento um dia. E dói, machuca e tortura lascivamente seu coração. É... isso é injusto.
Mas também não há do que reclamar muito, não há tantos motivos para as lágrimas quanto dizem os poetas e dramaturgos. Pois o amor na maioria das vezes acontece de verdade, acontece com o único pretexto de fazer duas pessoas felizes. Então sendo assim, um amor pra vida toda também é uma das únicas justiças que há neste mundo. Pois se os espertinhos não dão o devido valor ao mimo que a vida lhes deu, danem-se!!! Definhem diante de fotos e musicas melosas! Pois amor bom, é amor que tem sentido, o amor que é vivido pelos dois (ou três, cada um com suas excentricidades).
Enfim... sou uma das ultimas pessoas com condições de escrever algo descente sobre o bendito, ou maldito ou sei lá o nome... mas o amor é fascinante para mim! E... mesmo que eu não saiba direito se minha paixão é amor, ou quem sabe, que meu carinho é um predicado do romance literário. Aventuro-me á dizer que o amor é um crime a ser pago com a vida, uma vida inteira condenado... a amar.

*cruzes! Isso foi brega. Que horror!

20 comentários:

Nathália disse...

Essa busca pelo amor eterno... Sei lá, não sou muito fã disso não.
Melhor deixar as coisas irem e no fim você vê se tudo deu certo, do jeito que você queria.
Porque respeito é fundamental. E tendo este bendito no relacionamento, as chances de ser "eterno" são muito maiores.

Ah, cara, do que eu tô falando?
Esquece tudo, ok? Vamu pru bar bebê? :D

Beijo!

Nataliinha disse...

Odeio gente que fica por acomodação !

Aff ¬¬'
Fique pq não consegue mais viver sem aquele outro...

Bjs =)

Nathalia Ramirez disse...

eu nao considero o amor uma coisa rara, e sim a reciprocidade dele :]

Giovanna disse...

[navy]Acho (isso sou eu tentando não adimitir que estou apaixonada) que estou apaixonada, então sou supeita para falar sobre amor.
Ah, o amor...
*Suspira*

Como sempre, sensacional, moça.

cacosavulsos.blogspot
(Acho que não estou logada. =/)

Giovanna disse...

E aquele 'navy' no início do comentário é o vício de só escrever com essa cor no Orkut...

forever disse...

Oi querida,
o amor sempre é tema de minhas preocupações, e me pergunto todo o tempo: é isso o amor? isso tudo? ou, em outras vezes: só isso?
sempre me atirei de cabeça, sem pensar na profundidade... sempre me esfolei toda e vivo enrolada em gazes e esparadrapos... Mas tudo bem. se for amor, pelo menos tudo que fiz foi muito intensamente.
bjosss
sds de passar por aqui..estive meio atolada de burocracias ridículas...

Bill disse...

Putz! Parece fácil, mas não é!
Preciso reler o Dom Quixote!
Depois eu falo sobre isso!
Bjoooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!

Salve Jorge disse...

Amar é verbo intransitivo
PArece sempre um bom predicativo
Para todo sujeito
Mesmo se diz não ser afeito
Não tem jeito
BANG
Lá vem o amor lhe invadir o peito
E apontar um caminho
Mãos dadas
Idéias enlaçadas
Ver cada dia como uma alvorada
Pela estrada de tijolos amarelos
Mas nem todos os dias são tão belos
Pois a gente acorda descabelada
Com remela no olho
Mau humor
E cara amassada
E é daí que o tal do amor
Precisa de uma respirada
Precisa ser racional
Pra não ficar de molho
E emocional
Pra seguir teimosamente a caminhada...

Certa vez, um capitão me disse que haviam 7 mares
Alguns nunca dantes navegados
Não singrei todos
E ceio que não singrarei
Nem sobrevoarei
Talvez sequer vislumbre
Mas sei que mar não é um só
Não é a dois
Não é delimitado
Não tem geografia exata
É cheio de ondas
Correntes
Tempestades
Ilhas, arquipélagos, continentes
Só sei que há mar
Ah, mar...

Cris disse...

mellldeus toop que texto mais lindo e triste tambem!

concordo plenamente com você, amor que não é amor acaba rapidinho ... é inevitavel, mais quando se acha a pessoa que se procura por tanto tempo, A pessoa epecial pra você, ai dura-se e muito viu ...

beiijo toop

Janete Andrade disse...

sei lá acho assim, amor também acaba, pra mim tudo na vida é efêmero, a própria vida é efêmera, afinal morremos um dia.
amor de verdade também acaba, não da noite pro dia, claro, mas vai acabando aos poucos, um pouquinho a cada dia.
uns acabam com 2 anos, outros com 5, outros com 10, 15, 20, 30 anos, outros até com mais, mas acaba!
INFELIZMENTE... =$

;*

Lorita disse...

Né brega nao amada, eu busco isso diariamente e de tanto buscar, acho que encontrei! :D

Bjm

pimentinhabm disse...

=D
bom dia!!!
axo q ate cmeteria esse crime com meu namorado!!!
eh akele q t na foto comigo no blog!
=*

Heloo disse...

Cruzes. isso foi lindo..!!
Bravo, Bravo. vc me leu de traz pra frente de frente e verso.. Toop eu dexei escapar o amor escapar uma vez e na primeira chance que eu tive aguerrei com todas as minhas forças.., Pra nunca mais soltar. (Espero eu.)

Sobre vai ser feliz! Eu sou feliz.. e pra me fazer feliz não precisa-se de muito só de um Sorriso.=)

bejo toop

Krika disse...

Brega nada boba! Já me peguei com as mesmas indagações! Pensava assim: todas as pessoas tem a sua metade, e se quando eu encontrar a tal pessoa que seja a minha metade eu não percebesse e deixasse ir embora. Isso realmente já me assustou, rs. Hoje sigo tranquila e confiante esperando o momento certo para me apaixonar (mas existe momento certo? hahaha).

Beijo! ;)

Geminiana Doce disse...

Toop...Sentiu saudades de mim né?rsrs
Adorei retornar aqui e ver esse texto que de brega não tem nada!
Vc é um aótima escritora...
Ah,o amor....Respondo o meme viu?
Bjs e um feriadão maravilhoso....
Ah???Vc tem orkut??

anita disse...

"O amor se vai com palavras, se vai com ações e talvez se vá com o vento um dia."

gostei desse trecho, deu uma ênfase no quão frágil é esse sentimento, e só quem já sentiu entende bem o que quer dizer.

Lana disse...

nunca a frase "o bagulho é injusto" fez tanto sentido...

Mary West disse...

Amor? Q bixo é esse? Oq ele come?

Camomila disse...

Somos jovens, toop! Vamos parar de racionalizar as coisas, senão vamos surtar! Vamos sentir mais, vamos relaxar! se não for por vc, faça isso por mim, me dê o exemplo.
Te amo (olha aí o amor!)

Jones disse...

Quase choro, juro! Estou meio que em uma crise amorosa atualmente... ai, que medo de perder! :~


Lindo blog, beijos.