quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FINALEIRA


Novo ano começando e parece incrível dizer que minhas paranóias todas já foram embora. Que tomei vergonha nesta minha carinha de bolacha e fui viver a minha vida!
Sério. Cansei desta promiscuidade de viver mil amores sem deixar que aquele antigo e empoeirado fosse finalmente para a terra dos pés juntos, sem deixar que todas as memórias pertencessem finalmente ao passado e sem todo o blá blá de uma pessoa que acreditava fielmente que a vida fosse feita de um único e inesquecível amor.
“Tolice é não viver a vida.”
E eu estava muito brava de ter que brigar com algumas pessoas no ultimo dia do ano, tendo que mover mundos e fundos para poder resolver alguns problemas no serviço. Estava muito estressada, brava e frustrada quando resolvi sair para andar no gramado. Aproveitei o fato de só eu e mais cinquenta pessoas terem ido trabalhar, e fugi. Uma multinacional vazia, o eco se ouvindo pelos corredores e um belo gramado para poder sentar e respirar um pouco.
Sentei de baixo de uma árvore de jabuticaba, fechei os olhos, rezei para que meu telefone não gritasse por mim e respirei: “Um-Dois-Três...”
-Acooooooooorda Toop.
Senti tudo sendo sacudido de uma vez só, perdi o foco e senti alguém se jogando em cima desta pobre mortal, trabalhadora retardada e mal paga.
-Caraca! Joana! Quer me matar??? Eu querendo me acalmar e respirar fundo. E vem você se jogando, amassando a minha roupa e enchendo o meu cabelo de grama!
-E quem se importa??? O ano está terminando! Amanhã é o dia de mudarmos nossas vidas... Hoje, hoje meu bem! Podemos mudar o mundo!!!! E Hoje, agora... Ninguém se importa com roupa, telefone tocando, funcionários querendo o nosso sangue... NADA!!! Viva a vida!
-Olha aqui! O mundo está desabando vagarosamente na minha cabeça e eu simplesmente não vejo uma solução... e.... (olhando aquela carinha de Uruguaia maluca que a Joana tem e aquele cabelo cheio de mechas azuis. Me lembro que no fundo eu ainda sou a Toop.)....e... EU NÃO ME IMPORTO MAIS!!!
-É isso aí gata garota! Eu larguei o escritório da Segurança do Trabalho! Se eles não aprenderam a se cuidar até hoje... Não vai ser agora que aprenderão!
- Os 120 funcionários que estão de férias... Que se danem! Ano que vem eu vejo isso.
E terminei o meu expediente olhando o céu, esperando que o mundo girasse um pouco mais devagar para que eu pudesse aproveitar a companhia da Joana, maluca uruguaia que espera pacientemente que o mundo se exploda.
Olhando o céu e esperando que a vida continue a se renovar, que eu continue a viver e a me encantar por estas pessoas loucas que povoam o meu dia. Pois a vida, é feita de amores... E não de amor. Loucura mesmo... É não viver essa vida incrível!!!
*voltei...e logo respondo todos, visito todos e escrevo tuuuudo.

4 comentários:

Daah O. disse...

Feliz Ano Novo!!!

Luan Araújo disse...

É de imensa tristeza ver que não há um único amor. Mas ao mesmo tempo causa alívio ao ver que há vários outros amores, mesmo não sendo amores, mesmo não sendo nada.

Respire fundo. Feliz ano novo. Ah, e o Caiozinho é o melhor. ;õ)

BetA disse...

Hoje é um novo dia de um novo tempo que começou...

ahaha ainda gosto de coisas clichês!

É porque elas dão certo. Só caem no popular e ficam frágeis e batidas.

Mas torço para que vc continue sempre assim: toop.oop

=)

Viva la dolce vita!

***

BetA disse...

ah sim, mesmo que seja uma tentativa, ainda acho que vale a pena escrever pro velho dos presentes...vai que vc ganha o que pede!

vale a pena arriscar.

***