quarta-feira, 18 de março de 2009

ALICE

"Acho que não sou mais romântica. Porque enquanto eu lia a previsão do tempo no jornal do velhinho que estava sentado na minha frente hoje no ônibus, ao meu lado tinha um professor de literatura  grifando um texto  que dizia que "românticos não significam pessoas melosas e apaixonadas, mas sim aqueles que acham que quando chove é porque seu interior cheio de tristeza transbordou em chuva no mundo, e quando faz sol é porque seu espírito alegre jorra luz em todos os seres". - sim eu espio o que as pessoas lêem no ônibus e sim, eu brinco de adivinhar a profissão das pessoas no ônibus.
Não sei o que aconteceu comigo... Mas ler o texto do professor de literatura (ou do químico industrial fazendo pós em Línguas), me fez pensar que talvez o romantismo exija um mínimo de egocentrismo, porque é preciso se achar o centro do universo para enxergar o mundo como uma simples extensão de si mesmo. Acontece que, de tanto as pessoas dizerem que ser egocêntrico é ruim, acabei achando que o mundo é uma coisa, e eu sou outra completamente diferente. E assim fui saindo do centro do meu ego, saindo do meu centro, do meu eu... Para onde eu fui eu não sei... Sei que continuo neste planeta, nesta cidade, e quando chove a única coisa que eu penso é que a previsão do tempo errou de novo."

4 comentários:

Salve Jorge disse...

Sem discutir a semântica
Certamente não és pessoa romântica
Aliás, já te disse
És criatura irônica
Mas antes que se orice
E venhas com o dedo em riste
Me amaldiçoar com peste bubônica
Da maneira mais estriônica
Não insiste
Despiste
E faz que não percebeu
Que se o mundo não expressa o seu íntimo
É porque o mundo
Tadinho
É por demais ínfimo
Para esse teu caminho
Tão profundo...

Nataliinha disse...

Ai, adorei...
e encuquei!
Sera q sou romantica por assim dzr ?

Bj bj =)

forever disse...

hum, eu sou romântica... além da conta.
Acho q se tiver o pensamento correto, pode transformar a limpeza do banheiro em algo romântico; se tiver o pensamento errado, pode fazer de uma caminhada sob o luar na praia uma batalha.
Com os ouvidos, mente e coração é preciso captar o significado que há por trás das ações... ou não...
mas a minha vida, ao menos, é mais divertida assim, mais colorida... me sinto um pouco mais livre por achar que o por-o-sol está mais laranja hoje porque eu estou mais feliz... ou algo assim... rs
beijos procê linda

BetA disse...

eu me reconheço tosca desde que nasci. Mentira. Foi só depois dos 8 anos que eu me tornei um coração gelado.

É porque foi aos 8 que eu cheguei a conclusão de que as pessoas falam demais...

btw: vc é um amooor hihiih

^^'

***