terça-feira, 14 de abril de 2009

Jabor diz:


- Amava... amo... não sei... só sei que quando me afasto de você a vida fica mais real... as ruas, normais... o mundo fica mais democrático... me aproximo, começa o sonho, a gelatina, tudo desmanchando, os olhos nos olhos eu vou virando um ratinho e guincho, guincho e buraquinho.... pluft, entro buraquinho e começo a morar num pesadelo, as vinte sete me salvam de você, a cada uma eu ia ficando mais real... assim eu te salvei de mim também...

Em: Eu sei que vou te amar

3 comentários:

BetA disse...

Jabor?
me surpeeendeu...

tb, amor é linguagem universal.
[engraçado essa coisa de ajustar o foco não?
;)

***

N. Mylonas disse...

Adoro ele.
To doida pra comprar esse livro...

Beijoos.

Oliver Pickwick disse...

Muitas vezes o amor é como aquelas monarquias antigas, tiranas e déspotas.
Um beijo!