sábado, 10 de dezembro de 2011

UM MEDO: Perguntas que surgem do nada.




Pessoa que conheço há anos e que respeitava como profissional: E ENTRE NÓS, NÃO ROLARIA NADA?
Eu: Oi? (Estômago dando voltas e coração palpitando) Não. Meu bom gosto não me permite e se o “senhor” me permite, adeus.

*** pego minhas coisas e saio andando. 
Volto é nunca mais.

Nenhum comentário: