terça-feira, 13 de maio de 2008

Domingo de sol


É engraçado como gostamos de pessoas que possuem opiniões tão divergentes ás nossas, visões do mundo paralelas das nossas percepções dos fatos, dos nossos sonhos entranhados no coração e talvez totalmente incompatíveis com as nossas esperanças.

É assim mesmo, gostamos mesmo não tendo muito haver.

Aproveitei este domingo de sol para passear, aproveitar e virar um final de semana inteiro quase sem dormir. Pois a noite de sábado foi bem legal, bem exótica e divertida. Cheguei às sete da manhã, dormi pouco, sonhei bastante e passei o domingão com mamãe!

De tarde saí com um amigo. Conversamos bastante, adoro conversar bastante. Adoro rir, brincar e falar besteiras em uma tarde de sol. E esta foi a tarde. Conversamos e conversamos, até que as opiniões divergiram. Até que o assunto era o mesmo, só que a visão do fato foi diferente. Bem diferente... Nada tão diferente.

Estávamos falando sobre relacionamentos (eita!), sobre como agir no começo. Ele achava (e acha) que devemos nos preservar, ter um pezinho atrás em tanto afeto. Viver o momento, mas sem se entregar totalmente, ter sempre um ar de desesperança no coração... Para que depois a decepção não lhe mate de primeira.

Poxa vida! Eu já falei tudo ao contrário. Já falei que é melhor se jogar de uma vez, testar todas as opções existentes, fazer todas as jogadas que o baralho permite e tentar desesperadamente ser feliz. Nunca fui de me preservar muito, e receio que jamais serei. Se for apostar, aposto todas as fichas e espero quebrar a banca.

E agora quem está certo? O dois, não é mesmo? Cada um acredita e vive conforme seu coração manda. E não há nada que o meu coração ordene, que eu resignada não faça. Meu coração justifica todas as minhas loucuras e devaneios, tendo a absoluta certeza que no final, eu tentei tudo, fiz o que pude e não pude. Se não deu certo, paciência... pois outro cassino já me espera com uma mesa de jogo posta, cartas novinhas e fichas recém estreadas. E desta vez... cubro todas as apostas.

Hasta la vista.

Peculiaridade:

Eu e meu amigo vendo TV, quando vemos uma propaganda de óculos. A atriz era maravilhosa, encenando ser uma fotógrafa lá embrenhada na África:
-Capaz que uma mulher linda dessa iria se embrenhar em uma savana!
-Pior, ainda sozinha.
-É! E bobear de ser devorada por um leopardo!
Meu amigo só ri.
-Isso é profissão de mulher feia. Que não tem, e nunca terá vida social e conjugal!
-Ai Toop! ¬¬ Que horror!
Começo a rolar de tanto rir.

10 comentários:

Krika disse...

Então conto-te um causo:
A Cameron Dias gostaria de ter estudado os animais selvagens da África. Imagina aquela mulher enbrenhada na mata? Pois é, dureza...rs

;***

Salve Jorge disse...

Toda unanimidade é burra
Já dizia o Nélson
Mas se o peito urra
É melhro levar logo da vida uma surra
Que se preservar de ser caco
É melhor se entregar com Baco
E curtir o bacanal
Se netregar é fenomenal
Mesmo que vença a validade
Faz parte, na verdade
Mas nunca é um final...

Janete Andrade disse...

mulheer qto a opinião do seu amigo já fiiz exatamente isso q ele disse, e adivinha... quebrei a cara minha filha!
o cara se afastou de mim alegando q eu era mto distante não me entregava a relação, rsrs, sei não viu, se vc não se entrega é fria, se vc se entrega totalmente a relação é pegajosa.
mas é como vc disse os 2 estão certos pq cada um tem sua opinião... =)

;***

Krika disse...

Toop!

Claro que meu amor feinho vai olhar para outra, o difícil é quem vai querer ele assim "feinho".

kkkkkkkkkkkkk
!!!

Camilinha disse...

Se atirar ou não se atirar, eis a questão?!

eu acho que depende... se olhar, gostar e quiser, qual o problema?

beijos daqui...

pimentinhabm disse...

q horror msm
boa semana!

duarte disse...

Agir é bom, sentir é bom, mudar é bom, amar é bom, viver é sempre bom...

Alice Reis disse...

"Meu coração justifica todas as minhas loucuras e devaneios, tendo a absoluta certeza que no final, eu tentei tudo, fiz o que pude e não pude. Se não deu certo, paciência... pois outro cassino já me espera com uma mesa de jogo posta, cartas novinhas e fichas recém estreadas. E desta vez... cubro todas as apostas."





adoooooooorei!!!!!!!!! resumi a mim mesma!!!!! =]

posso usar??? posso????? please!!!..rs

bjoooooooooooooooooo

Bill disse...

Parece mesmo que você tem razão, Toop! Tudo é mesmo um cassino, onde a gente joga. Perde num dia, e no outro também! Mas, temos que seguir jogando, com a esperança de ganhar uma noite!
Bjoooooooooooooossssssssss!!!!!!!

Ana Laura disse...

É isso mesmo, cada um vê como quer.
Eu sou mais a linha do seu amigo "pé atrás". Mas queria ser de apostar no tudo ou nada...

Enfim... O que vale é jogar, não importa quantas fichas você aposta!

Beeijo.