quinta-feira, 12 de março de 2009

DG


Hoje eu fiquei um tempo sozinha na multidão, sentada com um livro na mão, esperando que algumas coisas acontecessem com o seu devido tempo.

Pensei com calma em tanta coisa, tive finalmente aquele bendito tempo que eu vivia te dizendo que precisa ter pra botar ordem nessa desordem a qual você faz parte, não só faz parte, mas toma conta de toda ela e se preocupa para que esta Maria fumaça aqui não saia dos trilhos.

Pensei até não querer mais pensar. Vi o que os meus olhos não viam e meus ouvidos se negavam a ouvir. VOCÊ É COMPLETAMENTE LOUCO!

Se eu fosse você já teria saído deste picadeiro a muito tempo, desta grande palhaçada que eu faço algumas vezes e que você participa sem nem se preocupar se o pra sempre é até amanhã.

Somos loucos.

Eu queria que você estivesse mais perto de mim agora, me abraçasse de novo, mais uma vez, para que eu sentisse que não ando por aí sozinha. Para me sentir menos livre, menos libertária... E mais libertina.

Enfim... Tem tanta coisa que eu queria falar pra você. Tanta coisa que ficou entalada por falta de tempo, oportunidade ou até mesmo por falta de tato da minha parte. Deixei-te ir sem mim.

Então lá vai:

- Eu gosto da sua Camiseta do Elvis Costello... Mas eu gosto mais de você.

Você me conheceu numa fase muito estranha da minha vida, me ajudou a superá-la e quando eu precisei... Foi no seu ombro que eu chorei.

Melhorou meu ano, melhorou a minha vida. Encantou meu coração e adoçou os meus sonhos. Você me melhorou, acrescentou, fez de mim uma pessoa que eu gosto de ser, gosto de sentir a vida desta nova forma, deste novo jeitinho de cantar o meu enredo. Sou mais calma, mais paciente, menos egoísta, mais amiga, menos impulsiva... Mais gente.

Diego. Te amo.

Não sou perdidamente apaixonada por alguém, nem a existência de outro faz da minha um paraíso... Ou um inferno se for o caso. Mas dentro de toda esta calma, paz e TEMPO que tenho tendo. É em você que penso quando quero que o meu dia fique bom, quando olho para as estrelas... Quando penso na vida.


PS.: Eu não me importo se os outros não se importam... Você se importa.
*** Recado enviado por Scrap para o moço em questão *_*

2 comentários:

Salve Jorge disse...

Ele bem sabe
Que esse mundão todo não cabe
Nesse infinito de vocês dois...

BetA disse...

*.*



- apenas se dê o luxo de sentir-se viva. [e agradeça ao responsável pela mudança do seu mundo! (ele tem ótimobom gosto) ^^


***