domingo, 14 de junho de 2009

Dias...


Sei que faz muito tempo que não falo com você, não te sinto aqui perto de mim... Mas quero imaginar que assim seja melhor para todos meu pai. Você aí, eu aqui e nosso amor por todo lugar.


O senhor viu como fui feliz estes últimos quatro dias? Quanto convivi com pessoas incríveis, e com elas fui a mais incrível que poderia ser? Brilhei tanto nestes feriado... Tinha tanta vida e alegria para ser vivida, que você, aí de cima mesmo, deve ter sentido o quanto o mundo tem me feito bem, e o quanto tenho me esforçado para ser bom para ele.


Fui a um show de punk rock, aquela musica barulhenta que você nunca conseguiu gostar, mesmo eu gostando tanto, e você meu pai, gostando tanto de mim. [...] Vivi pai! Entrei em roda punk, conheci japonês que veio da Bahia, curitibano que tinha um sorriso lindo, amizade que me sobrou naquela noite, sorrisos que lavaram a alma e amor meu pai... Vi amor expresso em atitudes e estilos alternativos, no idealismo de alguns e gestos de carinho, de quem eu nunca saberei o nome.


Sexta eu saí com uma amiga e acabei a noite com um ex-namorado fofo, que eu sempre vou amar de longe... Mas de perto é tanto carinho, tanto bem que lhe desejo, que não cabe a um relacionamento convencional tanta coisa linda que sinto. [...] DG [...] Pai, ele cuida de mim, gosta de ver que me cuido e que sem ninguém consigo ser tão feliz... Ele vestiu a roupa mais bonita, seu perfume mais charmoso e seu sentimento mais bonito, tudo para me ver, me sentir viva perto dele, vivendo pra ele.


Sábado aproveitei o tempinho que tinha para dormir, fui a casa de uma amiga e vivi! Ri como a muito não ria e tive dois dias perfeitos. Quero muitos outros deles meu pai!!!


Falei de você estes dias, falei o quanto você tinha me magoado nos últimos dias que lhe vi por aqui. O quanto te achava herói, mito, forte e tudo que eu poderia ser e querer para mim. Mas você sabe... Que não minto quando digo que nosso amor foi bonito, foi forte e você foi essencial para que eu fosse assim, profissional e eternamente aprendiz.


PAI:


- Preocupa não, que nosso amor é bonito também. Sempre será eterno aqui no meu peito e vivo pra quem quer que me pergunte da onde tirei tanta força, foi de você, sou forte porque você foi forte para nos poupar dos seus erros, porque você foi firme para impor sua carência ao pedir mais um abraço, mais um beijo, mais um carinho... Pai, voc^foi fortaleza pra mim, pra todos aqui, quando no silencio nos exigia um afago e uma declaração de amor. Se não fosse pelo amor que sinto por você, não sei se conseguiria tudo que possuo.


MEU PAI. Orgulho, muito orgulho de ser sua filha, deste cara HUMANO, que errou, me feriu, me abandonou pra ir aí pra cima... Que foi um Herói aqui. Venceu tudo e todos, e nos deu a vida que nunca pode ter, nunca pode sonhar com tanto trabalho que tinha.


Agora, deixa que eu trabalho por aqui meu pai. Minha vida ta perfeita, ta ótima, ta linda!!! Obrigada por me dar toda esta ajuda aí de cima, que sei meu pai, que não teria vivido TUDO isso sem sua ajudinha.
Uma vez meu pai me escreveu um bilhete:
- Sabia que você conseguiria filha. Você é meu orgulho.
Agora, meu bilhete pai:
- Sabia que você conseguiria ser tão incrível aí de cima, como foi aqui em baixo, te amo.

Um comentário:

BetA disse...

Aposto que ele tá orgulhoso dessa filha...
E que venham mtas outras aventuras pra vc contar e nos emocionar outra vez...

(eu sempre fico com cara de choro qndo lendo vc escrevendo pro seu pai, mas é segredo tá?)

***