terça-feira, 1 de setembro de 2009

in Yoko.




John Lennon escreveu que a vida era o que estava acontecendo enquanto perdemos nosso tempo fazendo planos. E muitas vezes, nos baseando no vazio e nos sonhos para contemplarmos o que está por vir.

Ou seja: Quer ter vida? VIVA!

E é seguindo esta celebre frase, que me jogo todo final de semana, de uma cidade para outra, de um sorriso ao outro e de uma nova esperança plantada neste peito, até que outra seja germinada mais além no caminho que decidi seguir.

Escolhas... É tudo que você decide fazer para poder ser feliz, ou um pouco mais triste durante os dias que se seguem. Tristeza e solidão são os resultados das suas escolhas, o destino que sua caminhada o levou.

Dor é resignação... Claire Colburn, em Elizabeth Town.

E quem se importa se meu coração está confuso? Que tenho ido mais longe que minha força permitiria? Que tenho feito loucuras? Que tenho encontrado no desconhecido a alegria que há muito não achava no padrão? E quem , nessa vida confusa que vivo, irá me dizer que o que tenho feito é errado? E que... Nesse erro não mora a minha felicidade?

Já acertei muito, tive muito azar no jogo... E o resto todo da frase também. Também já curti muito a dor que corroia minhas memórias, também já fiz planos, também quis ter uma vida perfeita em um futuro perfeito... Sem perceber que o que fazia no presente minava por completo as expectativas de abrandar os desejos do meu coração.

Agora... Os planos é viver!

"Sei que todos falam de mim. Sei que me consideram maluco e mesmo histérico. Pode ser que seja meio extravagante e que eles estejam certos. Mas sou feliz e estou no meu juízo perfeito."

John Lennon

6 comentários:

iBeul disse...

As vezes é meio complicado tu pensar em no futuro quando pensamos no momento em que vivemos, as vezes o futuro requer que nós sejamos um pouco infelizes pra que nele sejamos felizes e tal... Sendo que o futuro vai ser o nosso presente e se sempre quisermos ser feliz "adiante" e nunca no agora, o "adiante feliz" nunca vai chegar de fato.
O ruim é percebermos isso, nos convecermos disso e então darmos o primeiro passo, é sempre meio estranho, eu sempre me sinto estranhamente culpa quando começo a viver o "agora".

Erica Vittorazzi disse...

Perfeito o texto. Eu que quero ser escritora, li uma vez: QUER ESCREVER? ENTÃO LEIA MAIS, BEBA MAIS, O RESTO É VIVER.
É isso, viver as emoções, os erros, o presente.

Í.ta** disse...

amei ler coisas do lennon aqui *--*

tá lindo o blog!

- ana - disse...

Não tem como explicar tudo que ele criava, John lennon era realmente o cara.

Giovanna Bauer disse...

"E que... Nesse erro não mora a minha felicidade?"

Eu espero que o erro que estou cometendo seja a minha felicidade. Se não for, prometo a mim mesma não errar mais dessa forma. Coração já não aguenta, e a razão, coitada, já desistiu de mim mesma.

Gabi Magnani disse...

Eu adoro o John Lennon, sério mesmo, desde pequenininha. E concordo com ele em mais uma coisa pelo visto: as vezes o bom mesmo é a impulsividade. Mané planos o que, o bom é viver a vida e esperar surpresas, elas que fazem tudo ser especial. Eu sou super a favor de fazer o que der na telha sem se preocupar, kkkkkkk. Bjs e obrigada pelo comentário