quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Vou viajar pelo mundo num segundo


Quando você tem 14 anos, sonha freneticamente em ter um príncipe, um cavalo branco e uma musica romântica ao fundo da história perfeita. Com 18/19, alguns planos já foram para o espaço e seu coração deve estar quebrado, no mínimo, em uma dezena de partes.
Com 20 eu esperei que o tempo curasse algumas feridas e fiz com que a minha vida tivesse bases mais sólidas, mais firmes para o que tivesse que vir. [...] E as tempestades vieram, enquanto eu aquentei firme cada trovão.
Aos 21 anos, não me perguntem como tenho vivido. É bom demais para ser descrito, falado ou sussurrado em mais uma dessas minhas noites doidas.
Se eu vou ser feliz no final desta fase? Não sei. Mas cada instante, tem sido perfeito.

Vida louca vida, vida imensa
Ninguém vai nos perdoar
Nosso crime não compensa

3 comentários:

forever disse...

Que seja eterno...

Maldito disse...

E acredite que muito mais ainda esta por vir,...
Inté!

Salve Jorge disse...

E disso derive
Que quanto mais se vive
Pra onde quer que seja
Um algo mais se enseja
Na lembrança é doce
Por mais amargo
Durante é suor salgado
Doravante por mais discrepante
Siga errante
Que o resto é papo furado
E se é seu este errado
Pra mim é fado
E o certo já está descartado..