sexta-feira, 27 de julho de 2007

Por amor as causas perdidas


Às vezes me pergunto: Até onde este malditos impulsos vão me levar? A fisica diz que impulso é uma força, portanto, uma força posta sobre um corpo tende ao movivento... Pois é, movimento-me até a sala, onde fica a minha vida social... Vejo os amigos ali sentados, lendo seus livrinhos da moda, vendo filminhos "cool" e falando do bom e velho rock'n'roll com seus copinhos na mão... O impulso continua me movimentando até a cozinha...onde fica as pessoas que nunca esquecerei. Ali me sento alguns minutos, tomo um café (que sei que matará por vez minha gastrite) e jogo uma curta conversa fora.... Sigo o destino dos impulsos e vou até o banheiro...tão pequeno e azul, mas ali sim...fico muito tempo olhando, apenas olhando, uma menina sem graça com um longo cabelo. A menina me conta um segredo...demoro alguns instantes para decifrar suas palavras...ela fala para "DENTRO"... ela disse: Cada criatura viva morre sozinha... Fico chocada com o seu segredo. Tão pequena, sem graça e ja com tantos fardos e verdades sobre a vida. A menina segura a minha mão e me leva até a sacada, se despede com um beijo... Ali avisto pessoas que por mim passaram e não voltaram...algumas me reconhecem e me dão um belo sorriso...as outras, simplesmente fazem caretas feias ao me avistar... Tantas passando e não pude falar com nenhuma. Nenhuma me conhecia... Os impulsos...impulsionaram o meu pulso... Cheguei ao meu quarto sã...mas não muito salva...no meu quarto... Lá a menina me espera com um espelho em sua mão, de joelhos me vejo no reflexo e reconheço-me na menina,..., a menina sozinha...triste...sem graça... Ela sabe que não é a melhor das pessoas, mas esta ali. Ela esta em todos os cantinhos da minha vida, em todos os contos e encantos de sua propria vida.

2 comentários:

Jéssica Rose disse...

hum...
te levam ao matinho
hehhehehhehheheheeh

Val Bastos disse...

Achei bem legal as suas palavras...
Bem interessante o seu jeito de escrever...