sexta-feira, 11 de janeiro de 2008



Os desejos do ano passado
São as desculpas desse ano
Toda a úlima vez que eu venho para casa
Eu tenho minha última chance
De queimar uma ponte ou duas
Eu só mantenho essa coisa doentia na cabeça
Por que eu sei como as palavras te machucam

Nós somos as novas caras do fracasso
Mais bonitos e mais jovens, mas não melhores
À Prova de balas e sozinho
ao menos, ao menos

Eu e você
Juntos na nossa lua de mel
Se eu acordar perto de você

Colete os maus hábitos
que você não suportaria manter
Fora da floresta, mas eu amo
Uma árvore que eu costumava ficar embaixo
Beijo, lágrima chorada em vão
De uma garota salgada e estereotipada
Com olhos do tamanho do mundo

Nós somos as novas caras do fracasso
Mais bonitos e mais jovens, mas não melhores
À Prova de balas e sozinho
ao menos, ao menos

Eu e você
Juntos na nossa lua de mel
Se eu acordar perto de você

O melhor jeito de passar por isso
Com corações e pulsos intactos
É perceber que dois entre três não é ruim

Um comentário:

Sorbato disse...

Eu e você
Juntos na nossa lua de mel
Se eu acordar perto de você