quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Ponto




E é bem assim. Borboletas no meu estomago. Pintando, bordando e transformando todo o resto de mágoa e dor em simples memórias... coisa do passado, entende?
Coisa de borboletas.
Borboletas no estomago é uma bela metáfora para aquele velho e bom clichê:
-Estou apaixonado por você e... cada vez que eu lhe vejo meu espírito entra e torpor, meu coração bate aqui (aponta na garganta), não resisto a este bobo sorriso nos lábio e me obrigo a lhe dizer 'te amo' a cada manhã ao seu lado, ...durante todos os dias de nossas vidas.
Ó céus, quero ouvir um clichê destes toda a manhã, durante todos os dias da minha vida, ou nas noites antes de dormir se ele preferir assim.
Só ouvir.
...
O que mais me afeta, nessas coisas do coração, não é a aparência, as roupas, o carro (blé) nem nada comum, e sim... as frases.
Um homem romântico e com frases marcante = CASA!
Não, não é nada tão desesperado assim. É só aquela coisa de saber valorizar um homem inteligente e sensível, coisa não muito comum nesses dias estranhos. Coisa rara isso sim.
Minhas borboletas não dançariam por um rapaz assim, elas saltitariam isso sim. Carregariam-me para um lugar ótimo e perfeito... como se chama mesmo este estado?
Claro...claro...Estar apaixonada.
Quando estou apaixonada minhas borboletas não dançam, saltitam livres e leves por todas as partes do meu corpo.
Coisa de borboletas mesmo.
...
"Quer casar comigo? Daí a gente se muda pra Ushuaia e eu te dou um pinguim de presente!"
E foi neste exato momento em que meus olhos brilharam e eu quase como uma idiota só consegui dizer:
"um pinguim? jura????"
E é isso, não que esta frase ainda valha algo, ou que as intenções permaneçam as mesmas... mas era deste tipo de coisa que esta falando. Frases que tiram o fôlego e param o coração, nada muito inteligente... mas muito peculiar e significativa.
...
E o pouco que eu sei, eu sei bem. E eu sei um pouco de pessoas.
Se que embora elas continuem desesperadas pelo trabalho, estudo e todo o cotidiano fatigante, é só no amor que elas repousam suas esperanças em um futuro alegre e leve.
E... enquanto os jardins continuarem a florescer, as borboletas continuaram por aí... dançando na vida de todos.
E ... espero que na minha também.
" como sou feliz
você e a minha paz
longe de você
te amo cada vez mais"

18 comentários:

Jacome D´Alva disse...

"Quer casar comigo? Daí a gente se muda pra Ushuaia e eu te dou um pinguim de presente!"

Quem me dera dividir as borboletas que saltitam num coração assim!! Daria de bom grado um antilope das minhas imensas savanas africanas.

Te agradeço a visita no "indico" e te agradeço ainda por me revelares este teu lindo terraço.

anita disse...

"Se que embora elas continuem desesperadas pelo trabalho, estudo e todo o cotidiano fatigante, é só no amor que elas repousam suas esperanças em um futuro alegre e leve"

mais sutil e verdadeiro impossível.
eu sempre pensei nessa coisa das borboletas também, ou passeio de roda gigante... enfim é a melhor sensação do mundo. os telefonemas, as frases, enfim... o problema é quando começa a ficar tudo igual demais e as frases muito parecidas, é hora de criatividade ou de uma pequena sumida por aí no mundo ou olhar um pouco mais pro que esta por aí afora...

duarte disse...

Ai, então o fantasma do velho Byron também está assombrando os castelos da tua mente!!!

Brincadeira. O texto é muito bom, e me surpreende o que vc sentiu, afinal de contas, hoje em dia este tipo de palavras (se casa comigo, te levo para Ushuaia, me dá um pinguim)não são nada comuns e muito menos sua reação positiva! Vc é que nem o filme Ruas de Fogo "Outro tempo, outro lugar".

Vou confessar só para vc, mas lendo seu texto, até dá vontade de estar apaixonado!!!!

Anônimo disse...

Adorei seu blog!
Fiquei encantada!!
Beijos
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

Diva disse...

Adorei ver-te com borboletas no estomago... Tar mais viva impossivel garota!!!Sinto-as tao poucas vezes...
Bjs meus

P.S. Lindo cantinho o teu :o)

SaM disse...

Olá...


Obrigado pela sua visita..

Tb gostei do seu Blog, por isso vim aqui retribuir-lhe a minha visita!

Sabes,quem ama, sente sempre aquele friosinho no estomago, parece que "têm Borboletas". . .

BjO*

SaM*

o café acabou disse...

pô, lógico que fica! creio que geral preza mais a imagem do que o conteúdo! até mesmo se vc tem uma conta pró no fotolog ou flickr as pessoas se matam pedindo pra vc add elas ou deixam rios de comentários... é uma loucura! ainda existem pessoas interessadas em conteúdo sim, mas tá ficando dificil de encontrar!... ótimo post, caraaamba *----* e os conselhos da sua mãe são muito bons, hehhe!

Oliver Pickwick disse...

Se eu fosse o Hamlet, diria: meu reino por uma borboleta saltitante e um pingüim!
Continue neste rumo, acreditando que borboletas podem saltitar, e pingüins são ótimos presentes. É a diferença que faz de você uma mulher especial.
Beijos!

j. rampazo disse...

Uma das coisas que meu namorado admira em mim é o fato de mesmo nos tempos de hoje, com toda essa modernidade e individialismos eu ainda quero casar, quero ter filhos e adoro sentir minhas pernas tremerem ou minha garganta secar quando o vejo ou quando vivemos momentos mágicos de amor!

Jéssica Rose disse...

que coisa...
tá tudo lindo aqui, bem diferente da última vez que olhei
tá explicado a demora de responder meus e-mails!
p.s: comentei em todos!

forever disse...

Salve!
Lindo seu texto.
foi como um espelho, me refletindo...
muitos beijoss
seu blog é meu favoritoooo

João Cordeiro disse...

Gostei da tua presença no meu mundo dos sonhos.


Obrigado


Um beijo

Geminiana Doce disse...

Toop..que delicía que é isso...
Sou geminiana como vc e entendo tdo que escreve...e sinto também...
Viva a paixão....
Bjos e luz

_+*A.Elite in Paris & Montpellier*+_ disse...

L'amour, c'est magnifique! e Ushuaia parece um fantastico sonho :)

Bom final de semana!

Beijo meu,

A Elite

Pedro disse...

Pena que o ciclo de vida de uma borboleta é breve. Mas sempre nascem outras que, embora fiquem algum tempo no casulo, rompem com suas asas e seus sentimentos.

Romper, talvez os dias não seriam tão estranhos se as pessoas rompessem mais seus próprios limites (...).

- paulinha, oi disse...

oie oie, só retribuindo a visita e dizer que AMEI teu blog!
olhando os textos, o design, não sei dizer como, mas aqui me faz pensar em um milhão decoisasdo universo, sinceramente! *o*
gostei muito, de coração!
beijo*

AllenGirll disse...

Olá!
Gostei do teu blog...
Obrigada pelo comentário!
Bjinhos*

anjo disse...

borboletas no estômago nos fazem acreditar que vale à pena (e muito) viver. é tão bom!

Gostei da opinião do Pedro!

Í.ta**