quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Menina Infinito.



Este é o nome do HQ que tem a minha vida em páginas.

E eu fiquei apavorada quando o meu irmão disse: “leia isso. Eu nunca te desenhei como você pedia, mas se desenhasse, seria assim”, e era! A minha vida lá!

A menina de cabelo curto, estilo próprio, pircings, botons e vodca. Mas no meu caso seria absinto, porque é mais forte e porque eu adoro fadas.

Mas não só o estilo. A vida! A vida dela Senhor! É parecida com a minha... E eu queria saber se tem alguém que fica tomando nota das minhas confusões, para depois passar para as páginas deste livro. É muita coincidência.

Fábio Lyra (o autor), odeio você! Odeio admitir que a minha vida seja interessante. Odeio ver que por mais que as confusões sejam muitas... A diversão é garantida e a paisagem, ai ai, é a mais linda que eu poderia ver!

E todos aqueles amores de outonos, as paixões de invernos e todas as bebedeiras do ano inteiro. Tudo isso tem seu valor. E nem que seja aquela lágrima de quase um ano, eu aprendi com isso ora. Aprendi que precisava comprar uma maquiagem a prova d’água.

Aquele amor de quase uma década. Na verdade não deveria ter durado nem um ano. Não deveria ter me permitido tanto sofrimento tolo, tanta insistência patética por nada. Quase um sem fim de mágoas, que eu tranquilamente poderia não ter vivido... E mesmo assim seria feliz.

Não que eu não seja feliz agora, só acho que eu poderia ter me poupado mais. Mas enfim... Sou do tipo (ingrato) de pessoa que vive tudo até o fim, que espreme todas as laranjas -ou limões- para ter o melhor suco, que fuma seu cigarro até o fim e que ama até gritar CHEGA. Sou das raras meu caro amigo, das raras que erguem a cabeça para dizer:

-EU VIVI TUDO O QUE A VIDA ME OFERECEU. E O QUE ELA NÃO ME OFERECEU, EU CORRI PARA POSSUIR.

Fábio Lyra. Grata que sou por você existir. Por você ter me feito ver que sou peculiariamente... Uma Menina Infinita.


Mimo:
Porque eu sou esquecida que só... e esqueci de posta o selo que a Carol me passou a um mês... [ai que vergonha]
*adoro como ela escreve.

Passo para:
Beta
Janete

**Todo mundo linkado e bonitinho?
Bonitinho... Então bye e bom final de semana pessoas infinitas.!
○.○

15 comentários:

Salve Jorge disse...

Menina infinita
Enfim alguém lhe fez entender
Que o seu passo
É fino traço
É coisa bonita
De tão maldita
Bendito aprender
Esse seu viver
Que com tanto embaraço
Vira novelo
Mas vê-lo
É simplesmente um espetáculo...

Camila disse...

Toop você intensa e corojosa!
Parabéns por isso...
Confesso ser intensa... mas morro de medo! Medorsa nata.
(Sou um contradição!)
Adorei a imagem!
=**

Cinthia disse...

Toooopiiiii...

eitha que inveja boa meninaa..
aff..eu queria ter um livro em que me visse nele.
nunca tive essa sorte!!
pelo que li, vc é muito determinada correto?
parabéns!
virei tua fã!
rsrs

beeijo!
um óótimo final de semanaa!

Camila Colossi disse...

nossq seus textos sao ótimoo mesmoo xd
tao profundooo amore =/


http://imensidadx3.blogspot.com/

Mary West disse...

Cara que lindoooooooo! Sério mesmo, uma bela homenagem. ;)

Carol disse...

Meu Deus... quanta profundida. Até tive vontade de ler o livro...

Melhor ainda foi ler que vc gosta do que escrevo... inflou meu ego... rsrsrsrs


Beijo e bom fds!

Paulo R Diesel disse...

Infinita, então, menina.

Bfds , Bj.

Luisa disse...

Nossa, que legal *-*
Nunca vi algo parecido comigo nem em livro, nem em filme, muito menos em HQ.
Acho que a história não seria pra lá de interessante, haha.
beeijos

Janete Andrade disse...

me identifico muito com tudo q Clarice escreve... ;B

heey obrigado pelo presente! :DD

;*

NANDO DAMÁZIO disse...

Este é um poder fascinante que a leitura tem, nos revelar a nós mesmos.

Beijo!

Camila Colossi disse...

liiindoo xd

postaa maais xd


http://imensidadx3.blogspot.com/

_+*A Elite in Paris*+_ disse...

Nao sei se é da giria brasileira mas o que é HQ? :(

Beijo meu e bom domingo,

A Elite

Luiz Carlos disse...

postei sua homenagem de aniversário lah no meu blog com as devidas honras!!!!!

confere lah, parou de passar por lá!!!

Giovanna Bauer Valério disse...

Sim, sim, popular, mas de uma forma boa. Seu blog tem bem mais visitas e comentário que antes. Lembre-se de mim quando for autora de best-sellers, ok? rsrsrs

É assustador quando lemos algo e realmente nos identificamos com aquilo, né? como se tivessem colocado espiões atrás de você 24h por dia e infiltrado em sua mente... Dia desses ganhei um livro e uma amiga disse "Jô, foi você que escreveu, tenho certeza! Pare de esconder, foi você, não foi?". O livro em questão até virou filme. Máquina de Pinbal, da Clara Averbuck é o livro e Nome próprio é filme.

Beijos, moça de sucesso!

BetA disse...

mais uma vez, muito obrigada pelo presento lindo vice?

caraca, vc é foda!tem até nego espionando sua vida pra te colocar em quadrinhos?

E eu que pensava que Nana ainda dava o que falar...leda inocência...

vc é mesmo viciada em Nana????

=)

***