sábado, 8 de novembro de 2008

Cé la vi



Fui planejada, construída e criada para ser uma força da natureza, para enlouquecer as pessoas e após sair estrategicamente pela direita acenando aos sobreviventes.
Minha mãe sempre me disse para namorar pouco e fazer muito, gritar pular e andar por solos desconhecidos para poder ser vista por pessoas maravilhosas de outros portos. Me contou suas desventuras nesta capital e me disse: “faça tudo igual!”.
Meu pai me dava todas as suas lorotas de bom moço do interior, para no fundo me omitir seus casos de adultério juvenil. Sempre soube de qual vertente escorria minha ansiedade pelo novo.
Eu sou assim, porque alguém da minha família tinha que ser assim. Meu irmão desenha porque ele é um artista, fala, faz e vive com olhos de quem pinta tudo com tons de vida. Eu sou assim, droga.
Sou a galera enlouquecida, que sempre anda fielmente acompanhada de seu porto seguro. Segure-se de mim. Largue-me enquanto sobrar em você um pingo de vontade de viver em outro lar, de beber em outra fonte... De amar alguém.
Eu destruo as pessoas. Sugo. Trituro. Môo e tudo mais que termine com a energia de um pobre coitado. Se ele é carente, eu de livre escolha sumo, me desfaço em noites de álcool com os amigos. Se ele é fortaleza, escalo os rochedos para me aproximar do coração, lapido as pedras duras para lhe mostrar que sou a melhor opção de alento... Para depois cair em queda livre, para o novo de mim.
Sou assim... Porque escolhi ultrapassar este lugar e me deixar levar pelo vento, porque quis ir com as ondas para outra costa... Porque quis.

8 comentários:

Salve Jorge disse...

Senhora Dona Força da natureza
Tenha a fineza
De além de não dar explicação
Aumentar a amplitude do furacão
Porque se a sua crueza
Para com o coração
Alheio
Sempre que seu instinto sai à passeio
Caçando inspiração
Trás tantos à esteio
Alguns mais
Desejosos de devorar tua paz
Alicerciar meios
Para teus finalmentes
Siga insistente
Em ser cataclisma
Você é quente
E se a tantos abisma
É que esse teu abismo
Tem mais que lirismo
Além do excesso de preciosismo
Tem um vermelho
Na vastidão negra
Como uma estrela
Ardendo no espaço
Estabelecendo órbitas pros demais corpos celestes
Queimando com estilo...

Vanessa disse...

Se deixe..se revele
vou é o que é!

beijo

antonio - o implume disse...

As ondas engolem navios, mas morrem nas praias...

- Liz - disse...

porém um dia as coisas se invertem, sempre acontece. pode ser uma vez até... mas acontece

Carla Silva e Cunha disse...

ola

voltei para dizer que a originalidade do seu blog me agrada muito...continue.


Muitas felicidades

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Karina disse...

Uma hora alguém vai te aceitar da maneira que tu é. Ou então vai fazer com que vc queira, de livre e espontânea vontade, mudar.
Não acha?!
Bjinhos

Mari disse...

Mell Dellls
toh viciadaaa no seo blog, mtul booom oows

continue assim Toop

BetA disse...

e qual o segredo da arte da sedução e escalada?

Tá no sangue da família?

[se sim, penso seriamente em me candidatar para ser a mãe de seu sobrinho! uahauhauahu]

~brincadeira.

***