quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Sexta-feira.


Agora eu estou aqui na sua frente, sem nem saber o que fazer com as mãos, sem nem pensar que te beijar, talvez, seria a melhor das opções.
Queria ter o hábito do fumo, para assim ter algo vago para segurar entre os dedos. Mesmo sabendo que em minhas mãos eu tenho você mais uma vez. Sem nem saber, se esta será mais uma das tantas vezes que nos encontramos neste infinito triangulo amoroso. Triangulo dos dois lados, eu aqui com meus laços e você aí, com suas perdições.
Tenho medo de só conseguir ser eu mesma do seu lado, medo de me perder pra sempre sem você para me abraçar e dizer que tudo vai ficar bem. Medo de ser eu, sem você.
Eu ando voando tão alto, que nem sei se te ver seria uma forma de me prender ao solo, ou se seria um impulso para ir além do que jamais vivi.
Agora. Eu aqui na sua frente sem saber o que fazer. Desejando que tudo acabe o mais rápido possível, ou que o mundo pare, para que eu possa te ver sorrindo mais uma vez.

2 comentários:

Vanessa disse...

Tou querendo que o mundo pare...

pra eu olhar alguém por tempo indeterminado...

Nataliinha disse...

Saudaades dos seus post !

Beijoos =)